Algoritmo do Twitter favorece conteúdos da política de direita

Investigadores dizem não saber o motivo. Foram analisadas publicações de meios de comunicação e líderes eleitos de sete países.



O algoritmo do Twitter favorece os conteúdos da política de direita. A conclusão foi divulgada pela própria empresa após um estudo interno.

O estudo do gigante das redes sociais analisou publicações de meios de comunicação e líderes eleitos no Canadá, Reino Unido, Estados Unidos, Espanha, França, Alemanha e Japão.

“Em seis dos sete países, os ‘tweets’ publicados por líderes eleitos da política de direita foram mais amplificados pelo algoritmo do que os da política de esquerda”, revelou Rumman Chowdhury, uma das investigadoras, acrescentando que não é conhecido o motivo pelo qual tal acontece.

Os investigadores admitem que esta amplificação pode dever-se às “diferentes estratégias” das alas políticas, referindo que uma investigação mais aprofundada poderá ajudar a tirar mais conclusões.

Ler mais
PUB