Sérgio Figueiredo passa a ser o avençado mais polémico do Governo

Ministro das Finanças faz ajuste directo com ex-jornalista para auscultar e acompanhar políticas públicas. Sindicato dos Quadros Técnicos reage: na administração pública “há gente muito competente para o fazer”.



Sérgio Figueiredo é o mais recente consultor do Ministério das Finanças para acompanhar e auscultar os chamados stakeholders sobre políticas públicas. Porém, a sua escolha motivou a contestação da oposição e uma acusação transversal: a de troca de favores ou de avenças.

Traduzido? Um potencial conflito de interesses por ter contratado Fernando Medina como comentador residente na TVI, quando era director de informação daquela estação televisiva. O Ministério das Finanças escolheu o ajuste directo para chamar o ex-jornalista, facto que o deixa fora do alcance de qualquer obrigação declarativa ao abrigo da lei dos titulares de cargos públicos. Sobram o Tribunal de Contas (TdC) para fazer a fiscalização e os pedidos de audição no Parlamento para apresentar resultados do trabalho feito.

São vários os pontos polémicos deste caso, como detalha o NOVO na sua edição impressa deste Sábado, dia 13 de Agosto de 2022.

$!Sérgio Figueiredo passa a ser o avençado mais polémico do Governo
Ler mais
PUB