Salário mínimo ainda pode subir em 2022, admite secretário de Estado de Costa

Tiago Antunes diz que Governo está em exercício de funções e “aquilo que puder fazer fará”.



O salário mínimo nacional ainda pode subir para os 705 euros em 2022, tal como previsto no Orçamento do Estado chumbado esta quarta-feira na Assembleia da República, admitiu Tiago Antunes, secretário de Estado adjunto de António Costa.

“O Governo está em exercício de funções, na plenitude das funções, e aquilo que puder fazer fará. Temos dito sempre: ‘palavra dada, palavra honrada.’”, disse, em entrevista à TSF.

Já que diz respeito à Agenda do Trabalho Digno a história é outra. Sendo uma matéria “da exclusiva competência da Assembleia da República”, Tiago Andrade diz que as medidas de combate à precariedade não poderão avançar. Algo que caracteriza como “lamentável”, uma vez que se tratam de medidas que “reforçam os direitos das pessoas no trabalho”.

O OE2022 foi esta quarta-feira chumbado com votos contra do PSD, CDS, BE, PCP, Os Verdes, Iniciativa Liberal e Chega. O PAN e as deputadas não inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues abstiveram-se, tendo o PS sido o único a votar a favor.

Ler mais
PUB