Rio acusa Costa de não aceitar ideias do PSD porque não quer mudar nada

Presidente dos sociais-democratas realçou que o sistema eleitoral não muda desde o 25 de Abril, pedindo ao primeiro-ministro “coragem” para continuar a dizer que o PSD não apresenta ideias.



O presidente do PSD acusou esta sexta-feira o primeiro-ministro, António Costa, de não aceitar ideias nenhumas por "não querer mudar nada", considerando que o actual "sistema gasto" é feito pelo Partido Socialista.

"O que ele [António Costa] tem dito é um insulto aos portugueses, que assistem permanentemente a nós darmos ideias ao PS e este a rejeitar as ideias porque não quer mudar nada e depois ainda tem a lata de dizer que os outros não têm ideias? Ele é que não aceita ideias nenhumas, porque não quer mudar nada e ainda se quisesse o partido dele não o deixava mudar nada", afirmou Rui Rio, que falava em Pedrógão Grande (Leiria), durante a apresentação das linhas gerais da reforma do sistema eleitoral do PSD.

O documento, apresentado pelo líder social-democrata e pelo vice-presidente David Justino, propõe um aumento dos círculos eleitorais nacionais de 20 para 30, com divisão dos maiores, e a introdução de um círculo de compensação, a par da redução de deputados para 215.

Rui Rio realçou que o sistema eleitoral não muda desde o 25 de Abril, pedindo ao primeiro-ministro "coragem" para continuar a dizer que o PSD não apresenta ideias.

Questionado pela agência Lusa sobre a posição do ministro Augusto Santos Silva, que na quarta-feira manifestou-se contra a revisão constitucional e do sistema eleitoral propostas pelo PSD, Rui Rio considerou-o um "péssimo sinal", mas ao mesmo tempo algo "habitual" por parte do PS, que ainda "sem conhecer as propostas e estudar as propostas põe alguém a dizer mal de um qualquer pormenor".

Ler mais
PUB