PSD de Lisboa “tudo” fará para travar novas regras para o trânsito na capital

Oposição fez aprovar regras para o trânsito na capital para reduzir em 10 quilómetros/hora a velocidade máxima, bem como a eliminação de carros na Avenida da Liberdade aos domingos e feriados. A concelhia dos sociais-democratas vai tentar a via jurídica para alterar a situação.



O presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas (PSD), já tinha acusado a oposição de “soberba” por ter aprovado quase em bloco (só o PCP se absteve) uma proposta do Livre que impõe a redução em 10 quilómetros/hora a circulação dos automóveis e a fim da circulação de carros na Avenida da Liberdade aos domingos e feriados. Agora, em reacção, o PSD de Lisboa, liderado por Luís Newton, garante que “tudo irá fazer” para encontrar soluções que revertem esta decisão, incluindo a jurídica.

Num comunicado emitido esta sexta-feira, a concelhia do PSD/Lisboa diz que a “maioria de esquerda na Câmara Municipal de Lisboa impôs a sua vontade de proibir a circulação automóvel na Avenida da Liberdade aos domingos e feriados e a redução em 10 quilómetros [por hora] da velocidade de circulação na cidade”, numa atitude “pop up” e do “porque sim” e com “tiques ditatoriais, que em nada se coadunam com a forma democrática como as decisões devem ser tomadas, com as pessoas e para as pessoas”.

Assim, o caminho deverá ser o jurídico: “O PSD Lisboa tudo irá fazer para tentar encontrar uma solução que vá ao encontro dos anseios e necessidades da população, incluindo sob o ponto de vista jurídico, atendendo à ausência da prévia consulta pública e da inexistência de pareceres e estudos dos serviços, que poderá, eventualmente, reverter a decisão”, lê-.se ainda no comunicado.

Ler mais
PUB