Pedro Nuno Santos assume “falha relevante” mas não se demite

O ministro das Infraestruturas fala em “erros de comunicação e de articulação dentro do Governo”, mas quer “ultrapassar” a crise gerada pelo despacho sobre a solução aeroportuária para a região de Lisboa.



Pedro Nuno Santos não se demite. Numa aguardada conferência de imprensa, o ministro das Infraestruturas e da Habitação lamentou esta quinta-feira a polémica gerada pelo despacho sobre a solução aeroportuária para Lisboa e assumiu uma “falha relevante, mas que não mancha”. No entanto, frisou que quer “ultrapassar este momento” e “retomar o trabalho”.

Na breve declaração, sem direito a perguntas dos jornalistas presentes no Ministério das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos falou em “erros de comunicação e de articulação dentro do Governo”, pelos quais assumiu “inteira responsabilidade”.

“Quero lamentar e reconhecer perante o primeiro-ministro, perante os meus colegas do Governo, perante o Presidente da República, que estas falhas tiveram consequências e são responsáveis pelas situações que estamos a viver e pelas quais me penalizo profundamente”, afirmou o ministro.

Pedro Nuno Santos referiu que havia um “procedimento e um objectivo definido”, admitindo que a vontade de concretizá-lo levou a que “não fosse concretizado, nomeadamente a procura de consenso pela solução para o aeroporto de Lisboa”.

”É uma falha relevante que assumo mas que obviamente não mancha o trabalho longo, em conjunto com o primeiro-ministro, a caminhada que fizemos em conjunto para conseguirmos a liderança do PS. Sob a sua liderança construímos uma solução política inovadora na qual poucos acreditavam”, salientou o governante, lembrando que o trabalho com António Costa “tem anos” e que “é uma relação profissional e de amizade que obviamente não é manchada por um momento infeliz”.

“Queremos ultrapassar este momento, retomar o nosso trabalho em conjunto, reconstruir a nossa relação de confiança e de trabalho”, acrescentou o ministro das Infraestruturas e da Habitação.

Ler mais
PUB