PCP engana-se e assina texto com nome de ex-deputados

Projecto de resolução foi assinado pelos deputados da anterior legislatura. Comunistas admitem erro, que foi corrigido após o contacto do NOVO.



O PCP deu entrada a um projecto de resolução (n.º 134/XV/1.ª) a 23 de Junho, mas assinou o documento com o nome dos dez deputados da bancada comunista da anterior legislatura. Paula Santos, João Dias, João Oliveira, António Filipe, Jerónimo de Sousa, Ana Mesquita, Alma Rivera, Bruno Dias, Diana Ferreira e Duarte Alves, eleitos pelo PCP nas legislativas de 2019, assinam o documento, intitulado “Salvar e Valorizar o Serviço Nacional de Saúde e valorizar os seus profissionais”.

Contactada pelo NOVO, fonte oficial do grupo parlamentar disse que se tratou de um equívoco. “Foi um erro que já está corrigido”, diz. Recorde-se que neste mês foi noticiado que um projecto de resolução do Chega sobre a Ucrânia fazia referência ao grupo parlamentar do Bloco de Esquerda.

Erros à parte, no documento, os comunistas consideram “urgente” que se tomem “medidas de valorização e reconhecimento dos trabalhadores da saúde”. O objectivo, acrescentam, é “obter um SNS mais robusto, seja na prestação de cuidados, na prevenção e despiste de situações de doença, bem como no processo de manutenção da saúde”. E entende a bancada parlamentar comunista que estes resultados só serão alcançados com “trabalhadores motivados, com perspectivas de carreira e de desenvolvimento profissional. Desta forma, é imperativo a valorização das suas carreiras e a reposição e criação de novas carreiras na área da saúde para a garantia de direitos e dignificação destes trabalhadores”.

Acredita o PCP que a “situação difícil que hoje se vive no SNS” é resultado da “desvalorização de todos os profissionais de saúde e esta foi uma das principais razões por que o PCP votou contra o Orçamento do Estado de 2022”, contribuindo para a queda do Governo e a realização de eleições antecipadas, que deixaram o PCP reduzido a seis parlamentares.

Leia também a notícia na edição do NOVO que está, esta sexta-feira, dia 1 de Julho, nas bancas.

$!PCP engana-se e assina texto com nome de ex-deputados
Ler mais
PUB