Moedas ao lado de Montenegro para o que “der e vier”

Autarca de Lisboa é o número um da lista candidata ao conselho nacional do PSD, proposta pelo novo líder social-democrata. Na reunião-magna garantiu estar ao lado do sucessor de Rio.



O presidente da Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, foi ao congresso do PSD, no Porto, assumir que está ao lado do novo presidente do partido, tendo aceite o convite para encabeçar a lista apoiada por Luís Montenegro ao conselho nacional. “Luís, o país está à tua espera e o país está à espera do PSD . E eu estou contigo para o que der e vier Luís”. Foi com esta frase que selou o compromisso com a nova liderança do partido.

Num discurso que foi aplaudido de pé, no final, Carlos Moedas atacou o PS e deu o seu exemplo pessoal: “Há oito meses, ganhei a Câmara de Lisboa, mas o PS ainda não acredita, pensa que manda”. E atirou: a autarquia “é dos lisboetas”.

Defendendo que a descentralização tem de ser claramente melhorada, Moedas dedicou parte do seu discurso a atacar os socialistas, mas também a falar para o PSD. “A marca do PSD é que sempre fomos o partido da união , da educação pública à privada, da saúde pública à privada , porque sabemos que a união é que faz a força”. Por isso, a receita é ter um PSD aberto às pessoas. “Queremos que as pessoas sejam do PSD para mudar o país, para construirmos o futuro com as pessoas”, insistiu Carlos Moedas, apontando bandeiras para a descida dos impostos e a transição climática.

E no final, terminou com a sua frase preferida da campanha autárquica- estamos prontos, adaptando-a: “Estamos prontos para mudar o país com as pessoas, com Luís Montenegro”.

Ler mais
PUB