Incêndios: Bombeiros fazem rastreio de falhas no SIRESP

Avaliação de constrangimentos e dos planos de comunicação estão a ser feitos pela Liga, que agrega as associações dos soldados da paz. Objectivo é ter dados para avançar com uma queixa à Inspecção-Geral da Administração Interna, depois de relatos de mais problemas com a rede de emergência no combate aos incêndios. António Nunes quer comando nacional de bombeiros e vai levar proposta ao Governo.



A polémica com as falhas do SIRESP nos incêndios está longe do fim. A Liga dos Bombeiros Portugueses está a fazer um levantamento de todos os problemas detectados no teatro de operações, nas últimas semanas, para perceber que tipo de constrangimentos se registaram nas comunicações através da rede SIRESP (Sistema Integrado de Redes de Emergência e de Segurança de Portugal), mas não só. Pretende-se perceber se há matéria para enviar o processo para a Inspecção-Geral da Administração Interna (IGAI). Ou outra entidade.

“Se se chegar à conclusão que há matéria de facto e de direito para se mandar para a IGAI, manda-se para a IGAI. Se se chegar à conclusão de que não é a IGAI, que é o SIRESP, a Autoridade Nacional de Protecção Civil ou outra entidade, [a Liga] fará [o envio]”, afiançou ao NOVO António Nunes, presidente da Liga dos Bombeiros.

O alcance desta avaliação, através do reporte e de conversas com comandantes que estiveram no terreno, é perceber se houve algum problema também no “plano de comunicações principal e secundário” ao nível de comandos distritais de operações de socorro. E é aqui que entra a proposta de criação de um comando nacional de bombeiros, a submeter ao Governo, em Outubro, numa velha reivindicação dos soldados da paz, como detalha o NOVO na sua edição impressa deste sábado, dia 6 de Agosto de 2022.

$!Incêndios: Bombeiros fazem rastreio de falhas no SIRESP
Ler mais
PUB