CDU em Lisboa: João Ferreira em lugar não elegível e dois regressos confirmados

Já é conhecida a lista de Lisboa da CDU e, sem novidades quanto ao cabeça-de-lista, há algumas mudanças. João Ferreira surge em lugar não elegível, Miguel Tiago está de regresso e Bernardino Soares é o mandatário.



É oficial! Jerónimo de Sousa é mesmo o cabeça-de-lista da CDU – coligação PCP e PEV – pelo círculo eleitoral de Lisboa na corrida às legislativas de 30 de Janeiro, como dá conta a nota divulgada pelos comunistas esta sexta-feira. Mas a lista oficial traz também novidades: João Ferreira surge em lugar não elegível, Miguel Tiago está de regresso e Bernardino Soares é o mandatário.

Jerónimo de Sousa já tinha adiantado que não haveria grandes mexidas nas listas eleitorais e confirma-se que o líder partidário é o cabeça-de-lista por Lisboa. O número dois é ocupado pela deputada comunista Alma Rivera, a jurista de 30 anos que é também representante da JCP na assembleia-geral do conselho nacional da juventude e no conselho consultivo da juventude.

Segue-se Duarte Alves, o economista de 30 anos que também já foi candidato há dois anos e conseguiu um assento parlamentar. Na quarta posição também não há grandes novidades. Mariana Silva (PEV), também eleita no sufrágio de 2019, continua na corrida.

As entradas

Nas legislativas de 2019, a CDU elegeu 12 deputados (6,33% dos votos) e, em Lisboa, não foi além dos quatro, o que deixa antever que João Ferreira ficará de fora do hemiciclo. O comunista, que tantas vezes é apontado como a figura mais provável para herdar o legado de Jerónimo, surge em 10.º lugar.

Recorde-se que João Ferreira foi eleito, nas autárquicas, vereador na Câmara Municipal de Lisboa, depois de ter deixado o Parlamento Europeu.

Outra das novidades é Miguel Tiago (sexto lugar). O comunista conhece bem os corredores do Parlamento, onde esteve durante 13 anos. Saiu em 2018 e, em 2019, foi cabeça-de-lista por Viseu, onde a CDU não conseguiu eleger nenhum deputado.

A terceira novidade é Bernardino Soares. Depois de, nas últimas autárquicas, ter perdido a Câmara de Loures, que esteve oito anos sob gestão comunista, o ex-autarca assumiu recentemente a pasta da saúde no PCP e vai agora ser mandatário da CDU no círculo eleitoral de Lisboa.

Ler mais
PUB