Carlos Carreiras obrigado pela CNE a remover conteúdos da página de Facebook

Decisão que visou o presidente da Câmara Municipal de Cascais foi anunciada pela Iniciativa Liberal. A 17 de Julho, o partido já havia apresentado uma queixa “pelo uso indevido da página de Facebook”.



O presidente da Câmara Municipal de Cascais e recandidato nas próximas eleições autárquicas, Carlos Carreiras, foi obrigado pela Comissão Nacional de Eleições (CNE) a remover os conteúdos relacionados com a sua actividade na sua página de Facebook.

Em comunicado, citado pela Lusa, a decisão foi anunciada pela Iniciativa Liberal (IL). A 17 de Julho, o partido já havia apresentado uma queixa junto da CNE “pelo uso indevido da página de Facebook”.

“Já em 2017 assistimos a algo semelhante por parte da Câmara Municipal de Cascais e de Carlos Carreiras, que resultou em diversos processos de contra-ordenação e participação ao Ministério Público por parte da Comissão Nacional de Eleições”, recordou o candidato da IL naquele concelho, Miguel Barros.

“Agora, em 2021, este é mais um exemplo do desrespeito pela lei por parte de Carlos Carreiras, em que Rui Rio é cúmplice com o seu silêncio e permitir este comportamento por parte de um autarca do PSD”, acrescentou Miguel Barros.

Ler mais
PUB