Acesso de deputados do PSD a dados de militantes gera mal-estar

Direcção de Rio aprovou um regulamento a 16 dias das directas. Presidente da jurisdição estranha decisão porque a equipa está demissionária.



TÓPICOS

A comissão política nacional do PSD aprovou, na passada terça-feira, por unanimidade, um regulamento para que os deputados do partido na Assembleia da República possam ter acesso “aos nomes e contactos de telefone ou telemóvel”, além do endereço electrónico, dos militantes no seu respectivo círculo eleitoral, para acautelar uma melhor comunicação.

Ora, a decisão, a 16 dias das directas, motivou alguma surpresa junto de algumas estruturas locais e até mal-estar. Até agora eram as distritais e concelhias, além da sede nacional, que cediam estes dados para garantir a comunicação dos deputados com os militantes. Distritais e sede são órgãos com poder executivo, ao contrário do grupo parlamentar, considerado estatutariamente também um órgão nacional do PSD, motivo invocado para fazer aprovar este regulamento. Contudo, há quem veja neste procedimento um “instrumento de política interna”, criado à última hora para os deputados que foram escolhidos por Rui Rio para as listas, à revelia das estruturas locais. E que passarão a ter de lidar com uma nova direcção do partido a partir de Julho.

Há quem lembre ao NOVO que dirigentes locais ou distritais deixam também de ter o monopólio do acesso a estes dados, pensado para “proteger o militante de receber informações em catadupa”.

De acordo com informações recolhidas pelo NOVO, estarão a ser avaliadas queixas junto do conselho de jurisdição nacional (CJN).

A este propósito, Paulo Colaço, presidente do CJN, diz ao NOVO não ter recebido queixas formais: “Não fizeram ainda chegar nenhuma queixa formal e assim que chegar será avaliada.” Mas acrescenta: “Parece-me estranho aparecer um regulamento desta natureza num momento em que temos uma comissão política nacional demissionária. Parecia-me mais lógico, para obter um consenso maior, que tivesse ido ao conselho nacional.”

$!Acesso de deputados do PSD a dados de militantes gera mal-estar
Ler mais
PUB>