Vacinados deixam de precisar de testes em eventos desportivos, culturais e familiares

Ficam também dispensados de testes de rastreio periódico os residentes, utentes e profissionais de alguns locais, designadamente unidades de Cuidados Continuados Integrados e instituições de apoio a migrantes e refugiados.



As pessoas com vacinação completa há mais de 14 dias deixam de precisar de fazer testes de rastreio à covid-19 nalguns contextos, como eventos culturais, desportivos, cooperativos ou familiares. De acordo com uma norma da Direcção-Geral da Saúde (DGS), actualizada esta quarta-feira, ficam também dispensados de testes de rastreio periódico os residentes, utentes e profissionais de alguns locais, designadamente unidades de Cuidados Continuados Integrados e instituições de apoio a migrantes e refugiados.

Nos lares de idosos mantém-se a indicação de realização de testes periódicos aos residentes, utentes e profissionais, independentemente do seu estado vacinal, mas nas unidades prestadoras de cuidados de saúde não serão exigidos testes regulares aos doentes nem aos acompanhantes - desde que tenham o esquema vacinal completo há mais de 14 dias.

A norma da DGS refere ainda que as pessoas com esquema vacinal completo há mais de 14 dias devem manter a realização de testes de diagnóstico da covid-19 “em caso de suspeita de infecção por SARS-CoV-2” e “em contactos de risco com caso confirmado”.

Ler mais
PUB