TAP encomendou dezenas de BMW para administradores e diretores

Apesar de estar a cumprir um programa de resgate de 3,2 mil milhões de euros, a companhia aérea vai substituir a frota automóvel que é composta por veículos Peugeot. TAP defende-se e diz que vai gastar menos dinheiro com a nova frota.



TÓPICOS

A TAP avançou com a encomenda de 50 carros da marca BMW, em regime de renting (pagamentos mensais de arrendamento), e a companhia aérea defende-se que esta opção irá permitir uma poupança face ao valor gasto com a antiga frota, composta por carros da marca Peugeot.

Esta é a reação da TAP à notícia avançada esta terça-feira pela CNN Portugal que revela que a companhia efetuou uma encomenda inicial de 79 viaturas da marca BMW (da série 5, X2 e X3), com valores de mercado a partir de 52 mil e 65 mil euros.

Como reação a esta notícia, a TAP garantiu que a aquisição destas viaturas tem também uma justificação ambiental e fiscal, tendo em conta que foi feita a encomenda de viaturas híbridas plug-in em vez do atual diesel e que existem benefícios fiscais associados a carros com esta tecnologia.

A TAP garante que avançou com um concurso ao mercado e que foram convidadas seis entidades no mercado português antes que fosse tomada uma decisão na contratação de viaturas.

Ler mais