Rosa Grilo tira curso universitário na cadeia de Tires

A cumprir 25 anos de prisão pela morte de Luís Grilo, foi admitida na licenciatura em Ciências Sociais da Universidade Aberta e vai iniciar as aulas no próximo dia 4 de Outubro.



Rosa Grilo vai começar a tirar um curso universitário na cadeia de Tires. A cumprir 25 anos de prisão pela morte de Luís Grilo, foi admitida na licenciatura em Ciências Sociais da Universidade Aberta e vai iniciar as aulas no próximo dia 4 de Outubro, segundo avança esta quinta-feira o Correio da Manhã.

A viúva de Luís Grilo vai frequentar as aulas de forma remota, uma vez que esta universidade tem a opção de ensino à distância. Vai ter acesso a um computador e à internet, tendo igualmente de pagar propinas, nomeadamente um valor de 110 euros mensais.

Antes de ser detida pela morte de Luís Grilo, Rosa Grilo era responsável pela área administrativa da empresa de informática que ambos exploravam em Vila Franca de Xira.

A 3 de Março de 2020, na leitura do acórdão, que decorreu no Tribunal de Loures, distrito de Lisboa, recorde-se, o tribunal de júri (além de três juízes, foram seleccionados quatro cidadãos - jurados) condenou Rosa Grilo a 25 anos de prisão pelo homicídio do marido, por profanação de cadáver e por detenção de arma proibida, enquanto António Joaquim foi condenado à pena suspensa de dois anos por detenção de arma proibida, mas foi absolvido da co-autoria do homicídio da vítima.

Ler mais