Parlamento aprova voto de pesar por Jorge Sampaio e lamenta perda de um “enorme ser humano”

O voto, lido pelo presidente da Assembleia da República, mereceu o voto favorável de todas as bancadas e deputados.



O Parlamento aprovou esta quarta-feira por unanimidade um voto de pesar pela morte de Jorge Sampaio. A Assembleia da República lamentou ainda a morte do antigo Presidente da República, um “enorme ser humano, que foi um dos melhores servidores da causa pública da sua geração”.

O voto, lido pelo presidente da Assembleia da República, mereceu o voto favorável de todas as bancadas e deputados.

“A Assembleia da República, reunida em sessão plenária, manifesta o seu profundo pesar pelo falecimento de Jorge Sampaio, figura fundamental do Portugal contemporâneo, prestando-lhe justa homenagem e transmitindo à sua família, muito em especial à sua mulher, Maria José Ritta, e filhos, Vera e André, aos amigos e ao Partido Socialista as mais sentidas condolências”, lê-se no voto de pesar avançado pela Lusa.

“Pelos valores que defendia, pela forma íntegra e empenhada como exerceu as funções para que foi eleito ou designado, Jorge Sampaio representou tudo o que de melhor e de mais exigente há na política”, considera o Parlamento.

“Ao assinalar a perda deste enorme ser humano, que foi um dos melhores servidores da causa pública da sua geração, é justo reconhecer a gratidão que lhe é devida. Obrigado Jorge Sampaio”, assinalam os deputados.

Jorge Sampaio, antigo secretário-geral do PS (1989/1992) e Presidente da República (1996/2006), morreu na sexta-feira aos 81 anos. Estava internado desde 27 de Agosto, na sequência de dificuldades respiratórias.

O funeral, com honras de Estado, realizou-se no domingo.

Ler mais
PUB