Marta Temido diz que novas medidas são proporcionais à fase que o país atravessa

Na quinta-feira, o Governo anunciou novas medidas para responder ao agravamento da pandemia em Portugal, entre as quais a obrigatoriedade do uso de máscaras em espaços fechados e a necessidade de testes para entrar em discotecas ou estádios.



A ministra da Saúde considerou esta sexta-feira que as novas medidas de combate à pandemia anunciadas pelo Governo são proporcionais à fase que o país atravessa.

“Procurámos tomar medidas que, afectando o menos possível a vida e a normalidade de todos, pudessem ter o efeito pretendido de aumento da percepção do risco e incentivo às medidas não farmacológicas de controlo da transmissão”, disse Marta Temido.

Segundo a governante, as medidas adicionais tomadas pelo Governo relativas a viagens e disponibilização de meios “são essenciais também” para o controlo da transmissão da covid-19.

Na quinta-feira, o Governo anunciou novas medidas para responder ao agravamento da pandemia em Portugal. Entre as medidas está o reforço da vacinação, a obrigatoriedade do uso de máscaras em espaços fechados e a necessidade de testes (PCR ou antigénio) para entrar em discotecas ou estádios. Além disso, o regresso às aulas será adiado para 10 de Janeiro.

Todas as medidas apresentadas por António Costa:

Ler mais
PUB