Mais de 6.500 enfermeiros pediram escusa de responsabilidade

Declarações de escusa de responsabilidade quintuplicaram desde Novembro de 2021. A maioria das declarações que chegaram à Ordem dos Enfermeiros corresponde a profissionais do Hospital de Leiria, do Centro Hospitalar do Oeste - Caldas da Rainha e do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.



Mais de 6.500 enfermeiros pediram escusa de responsabilidade devido à falta de profissionais para garantir a segurança dos cuidados prestados. Os números revelados hoje pela Ordem dos Enfermeiros, mostram que as declarações de escusa de responsabilidade quintuplicaram desde Novembro de 2021. A Ordem dos Enfermeiros já recebeu, no total, 6.541 pedidos de escusa de responsabilidade, mais 974 face a Junho.

A maioria das declarações que chegaram à Ordem dos Enfermeiros corresponde a profissionais do Hospital de Leiria, do Centro Hospitalar do Oeste (constituído pelas unidades hospitalares de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras) e do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

A segunda zona do país mais afectada é a região Sul, com um total de 1.726 declarações de escusa, com o Hospital do Algarve com 197 escusas. O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte também apresenta um número elevado de escusas, com o Hospital Santa Maria a apresentar 195 declarações de escusa de responsabilidade. Na região Norte 132 profissionais também apresentaram esta declaração, a maioria no Hospital Santa Maria Maior, em Barcelos, no Hospital São João no Porto, no Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho e no Hospital de Braga.

Em Janeiro de 2021, em plena crise pandémica, a Ordem dos Enfermeiros disponibilizou esta declaração para acautelar eventuais ações disciplinares, civis ou mesmo criminais dos doentes a seu cargo.

Ler mais
PUB