Mais de 20 praias já estiveram interditas ou com banho desaconselhado nesta época balnear, alerta a ZERO

A associação ambientalista adverte para problemas na qualidade da água nas praias e queixa-se de “falhas de informação”.



TÓPICOS

Num comunicado emitido esta quinta-feira, a ZERO avisa que 21 praias já estiveram interditadas e mais de 22 tiveram banho desaconselhado ou proibido esta época balnear, “a maioria por causa da má qualidade da água”. A associação ambientalista chama ainda a atenção para “falhas graves” no Serviço de Informação Nacional.

Comparando com 2021, a ZERO adianta que o desaconselhamento ou proibição de banhos afectou menos 23 praias do que em igual período do ano passado. Ainda assim, os problemas terão sido tão expressivos quanto os verificados na última época balnear.

Segundo a avaliação, as águas balneares que apresentaram maior número de situações de água imprópria para banhos foram as do Funchal, de Poças do Gomes – Doca do Cavacas (com três situações) e em Sines, na água balnear de Morgavel (duas situações).

A associação ambientalista esclarece que os dados não são do Sistema de Informação. “Apenas através da comunicação social se consegue confirmar as razões”, justifica.

O comunicado acusa a Agência Portuguesa do Ambiente de não esclarecer devidamente os motivos de interdição das zonas balneares nem os procedimentos por parte dos Delegados Regionais de Saúde. Houve “situações de contaminação semelhantes onde nuns casos foram realizadas novas análises antes de voltarem a ser permitidos os banhos e noutros não”, explica a ZERO, dizendo mesmo que há “48 águas balneares sem quaisquer resultados de análises disponibilizados (7% do total)”.

Na sequência deste balanço, a Zero defende ser necessário investigar e prevenir as situações de contaminação de água e implementar “medidas adequadas de controlo”.

“Muitas das zonas balneares que sofreram um desaconselhamento ou interdição durante a presente época balnear têm classificação ‘excelente’, devendo, portanto, tratar-se de episódios esporádicos que até podem não pôr em causa a sua qualidade, mas que devem ter as suas causas devidamente averiguadas”, salienta.

A ZERO tem 58 praias classificadas como de “ZERO poluição”. A listagem foi publicada no início de Junho deste ano e nenhuma destas praias foi abrangida por interdição ou pelo desaconselhamento ou proibição a banhos. A exceção foi a praia de Armona-Mar, no concelho de Olhão.

Ler mais
PUB