Joacine Katar Moreira defende vacinação de imigrantes mesmo sem número de utente

Deputada apresentou projecto de resolução no qual apela a que seja criado um portal de agendamento para imigrantes sem número de utente idêntico ao já existente para os restantes cidadãos.



A deputada não inscrita Joacina Katar Moreira exige que se acelere o processo de vacinação de imigrantes sem número de utente do Serviço Nacional de Saúde, recordando que o processo de obtenção deste documento é muito demorado e, consequentemente, está a dificultar a inoculação de muitos destes cidadãos.

No projecto de resolução já entregue na Assembleia da República, Katar Moreira elogia a campanha de vacinação da task force, mas recorda que há “cidadãos e cidadãs imigrantes sem número de utente que enfrentam até agora problemas de agendamento e acesso à vacinação”. Dados apresentados no referido documento indicam que, “num universo estimado de 250 mil imigrantes sem número do SNS”, apenas cerca de 30 mil se inscreveram para a vacina e, destes, só sete mil foram convocados para serem inoculados.

“Sendo a atribuição do número de utente um processo demorado, o agendamento da vacinação não tem de depender desta para não se atrasar o processo de vacinação da população, podendo desencadear os dois processos em paralelo”, defende a deputada não inscrita, que recomenda que se “crie um link directo para o agendamento da vacinação a realizar pela população imigrante sem número de utente do SNS a partir do site https://covid19.min-saude.pt/, à semelhança daquilo que acontece com os pedidos de agendamento de utentes com número do SNS”.

Além disso, é recomendado que se acelere o processo de vacinação para os utentes sem número do SNS que já se registaram no site e ainda não foram convocados - e também que se “reforce a divulgação da campanha de vacinação contra a covid-19 junto da população imigrante e as suas associações”.

Ler mais