Governo equaciona quarta dose da vacina para pessoas entre os 60 e 80 anos

Marta Temido acrescentou que a única indicação, até ao momento, é de que a vacinação com a segunda dose de reforço “só será feita a quem tenha mais de 80 anos”. A recomendação é da Agência Europeia do Medicamento.



A ministra da Saúde anunciou esta quinta-feira que a administração da quarta dose da vacina contra a covid-19 está a ser equacionada para as pessoas entre 60 e 80 anos. No entanto, não está prevista para os menores de 60.

“O que é que está em dúvida? Se vai haver vacinação de reforço para o grupo etário entre os 60 e os 80 anos. A evidência de que dispomos não é ainda conclusiva. O que é que neste momento não está em cima da mesa? A vacinação abaixo dos 60 anos”, afirmou Marta Temido no briefing do Conselho de Ministros.

A ministra acrescentou que a única indicação, até ao momento, é de que a vacinação com a segunda dose de reforço “só será feita a quem tenha mais de 80 anos”. A recomendação, adiantou, é da Agência Europeia do Medicamento.

Marta Temido relembrou que, até ao momento, os “casos de risco já estão a ser vacinados com a segunda dose de reforço, por indicação médica”, designadamente no que se refere a pessoas com “patologias específicas” ou “com a sua capacidade imunitária especialmente fragilizada”.

Questionada sobre se o Governo está a prever uma dose de reforço para as crianças, a governante respondeu que a recomendação do executivo sobre esse aspecto “será sempre técnica, como tem sido”.

Ler mais
PUB