Francisca Van Dunem e Dino D’Santiago entre os afro-descendentes mais influentes do mundo

A ministra da Justiça foi seleccionada para a categoria honrosa de “Life Achievement” (conquistas de vida), no sector da Justiça. Também Barack Obama foi eleito nesta categoria, no sector de Desenvolvimento.



O cantor Dino D’Santiago, de ascendência cabo-verdiana, foi incluído na lista global de Afro-descendentes Mais Influentes de 2021, num conjunto de pessoas que incluem também a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem.

“É uma honra elevar mais uma vez as bandeiras de Cabo Verde e Portugal”, escreveu o artista na sua página pessoal de Instagram.

A Lista Global de Afro-descendentes Mais Influentes de 2021 (MIPAD na sigla em inglês) surge na sequência da “Década Internacional dos Povos de Ascendência Africana”, proclamada pela resolução 68/237 da Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU), que ocorre entre 2015 e 2024.

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, foi seleccionada para a categoria honrosa de “Life Achievement” (conquistas de vida), no sector da Justiça. Também Barack Obama foi eleito nesta categoria, no sector de Desenvolvimento.

Na lista constam outros nomes do mundo lusófono em diversas áreas, como a brasileira Erika Hilton e a angolana Fernanda Renée Samuel, em Políticos e Governantes (com menos de 40 anos); Christiane Silva Pinto (Brasil) em Negócios e Empreendedorismo; Ad Júnior (Brasil), Cláudia Alves (Brasil), Dino D’Santiago (Portugal) e Gil Nogueira (Brasil) em Média e Cultura.

Segundo a MIPAD, “são escolhidas 100 pessoas entre 80 países com base na sua influência política, perspicácia empresarial, acompanhamento dos média sociais ou esforço humanitário” que contribuem com avanços significativos no mundo.

Ler mais
PUB