Covid-19. Registados 41 casos suspeitos de “falência” da vacina da Janssen

Infarmed revela que 36 dos 41 casos foram considerados situações graves, levando inclusive à hospitalização de cinco pessoas.



A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) revelou, esta quinta-feira, que foram detectados 41 casos de “suspeita de falência vacinal” em pessoas que receberam a vacina da Janssen contra a covid-19, que funciona com uma dose única. “Foram notificados ao sistema nacional de farmacovigilância até ao dia de ontem (terça-feira), 41 casos de suspeita de falência vacinal com a vacina da Janssen, dos quais 36 foram classificados como graves”, revelou a entidade reguladora à Lusa.

Segundo a mesma fonte, destas 36 situações graves, “cinco motivaram hospitalização e 31 foram considerados clinicamente relevantes”, tratando-se de pessoas que testaram positivo para o vírus SARS-CoV-2 mais de 14 dias após terem recebido a vacina de toma única. “Considerando que em Portugal foram já administradas mais de um milhão de doses desta vacina, isto representaria uma incidência de quatro casos notificados por 100 mil vacinados”, explicou o Infarmed à Lusa, garantindo que este número “está muito abaixo do valor esperado, tendo em conta os resultados obtidos nos ensaios clínicos usados para a aprovação desta vacina”.

Os números do Infarmed foram revelados um dia depois da Agência do Medicamento de França ter revelado que fora detectado um “número significativo” de casos de falha com a Janssen. De acordo com o relatório periódico de supervisão deste organismo, foram assinalados 32 casos de infecção com covid-19, o que corresponde a uma incidência de 3,78 casos em cada 100 mil pessoas.

Desses 32 casos, 29 eram graves e registaram-se quatro mortes (de pessoas com idades entre 73 e 87 anos). Esses doentes gravemente atingidos pela doença apresentavam “na maioria, formas graves de comorbidades de risco”.

Ler mais
PUB