Cardeal-patriarca de Lisboa reuniu-se com o Papa para falar sobre “acontecimentos das últimas semanas” na Igreja em Portugal

D. Manuel Clemente terá debatido casos de abusos sexuais no seio da Igreja que vieram a público recentemente.



Segundo um comunicado do Patriarcado de Lisboa, D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa, “foi recebido, esta manhã, pelo Papa Francisco, em audiência privada, no Vaticano” para debater “os acontecimentos das últimas semanas que marcaram a vida da Igreja em Portugal”.

O próprio cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, veio em carta aberta defender-se da acusação de ter ocultado uma denúncia de abuso sexual de menores por um padre, que foi recebida no Patriarcado de Lisboa nos anos 90 do século passado. Na altura, D. José Policarpo, então cardeal-patriarca, manteve o sacerdote em funções que o colocavam em contacto com crianças e jovens.

Nas últimas semanas, têm vindo a público vários casos de abusos sexuais na Igreja. Na passada segunda-feira, o Patriarcado de Lisboa revelou que afastou um sacerdote por ser suspeito de um “crime de violação” e que o caso não se encontrava no âmbito da Comissão Independente para o Estudo de Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica em Portugal.

A Procuradoria-Geral da República divulgou na semana passada que o Ministério Público já abriu 10 inquéritos a partir das 17 denúncias anónimas reportadas pela Comissão Independente que tem recebido queixas de menores abusados no seio da Igreja.

Ler mais
PUB