Caminhada pela vida em dez cidades do país

Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Funchal, Guarda, Lisboa, Porto, Santarém e Viseu acolhem, este sábado, a iniciativa cívica.



A Federação Portuguesa pela Vida realiza este sábado, 23, às 15h, a décima Caminhada pela Vida. Para assinalar os dez anos de saída à rua, a caminhada realiza-se em dez cidades de Norte a Sul do país: Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Funchal, Guarda, Lisboa, Porto, Santarém e Viseu.

José Seabra Duque, coordenador da Plataforma Caminhada pela Vida, diz que esta “política cívica” – as caminhadas - já deu origem a grandes iniciativas de cidadãos. E dá o exemplo da recolha de 100 mil assinaturas a pedir um referendo à eutanásia ou da petição “Direito a Nascer”, que reuniu 50 mil assinaturas.

Duque refere ainda que a principal preocupação dos participantes nesta acção é a “defesa da vida desde a concepção à morte natural”. E sublinha, nomeadamente, o apoio prestado a famílias e crianças abandonadas. “Chamamos a atenção para o problema familiar de mulheres que esperam um bebé e que não encontram ajuda e são empurradas para o aborto.”

“Não é admissível que mulheres abortem porque são pressionadas pelo patrão, ou pelo companheiro, e o Estado não tenha resposta para lhes dar”, acrescenta.

Em 2007 foi incluída na lei a possibilidade da interrupção voluntária da gravidez a pedido das mulheres. Foi nessa altura que se realizou a segunda caminhada pela vida e Portugal - a primeira tinha sido em 1998, ano do referendo em que venceu o “não” ao aborto.

Ler mais
PUB