Bispos criam grupo de coordenação das comissões diocesanas de protecção de menores

A decisão surge após terem sido denunciados milhares de casos de pedofilia na Igreja Católica francesa.



A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) vai criar uma comissão nacional de coordenação das comissões diocesanas de protecção de menores e adultos vulneráveis. A decisão surge após terem sido denunciados milhares de casos de pedofilia na Igreja Católica francesa.

Caberá a esta comissão definir critérios e procedimentos comuns às 21 comissões diocesanas, assim com prestar-lhes apoio. O grupo - que será criado na Assembleia Plenária de Novembro - tem como objectivo a criação de um manual de procedimentos comum a todas as dioceses e organismos perante denúncias de abuso sexual.

Além da constituição deste grupo, a Conferência Episcopal poderá ainda tomar outras medidas, com o propósito de evitar qualquer encobrimento de casos. O secretário da CEP, Miguel Barbosa, acrescentou ainda que fazem parte das comissões constituídas nas dioceses pessoas preparadas “a nível espiritual, nível médico, jurídico e psicológico”.

No que diz respeito à criação de uma comissão independente com o propósito de averiguar a situação de abusos sexuais em Portugal, não teceu qualquer comentário. Miguel Barbosa admitiu, contudo, que a Igreja reconhece a gravidade da situação dos abusos e continua a tratá-la com toda a seriedade.

O mais recente escândalo de pedofilia no seio da Igreja Católica ocorreu em França, após o relatório de um comissão independente ter denunciado mais de 300 mil menores foram vítimas de abusos sexuais desde 1950.

Ler mais
PUB