Ainda há em Portugal um concelho em risco extremo de infecções por covid-19

O risco extremo de infecção verifica-se quando um concelho tem uma incidência cumulativa a 14 dias acima dos 960 casos de infecção por 100 mil habitantes.



Penedono é o único concelho do país em risco extremo de infecção por covid-19, segundo indica o boletim epidemiológico da Direcção-Geral da Saúde (DGS) divulgado esta sexta-feira.

O risco extremo de infecção verifica-se quando um concelho tem uma incidência cumulativa a 14 dias acima dos 960 casos de infecção por 100 mil habitantes.

No boletim da passada sexta-feira, Penodono, Alvito e Cuba eram os três que se encontravam neste nível de risco extremo, tendo baixado deste patamar Alvito e Cuba.

Segundo os dados da DGS, Penedono apresenta uma incidência acumulada a 14 dias — entre 7 e 20 de Outubro — de 2.138 casos de infecção. No relatório anterior registava 1.166 casos.

Com uma tendência contrária estão Alvito, que passou de 2.958 para 810 casos, e Cuba, que registou uma redução da incidência de 1.100 para 748.

Além de Alvito e Cuba, mais sete concelhos estão em situação de risco muito elevado: Campo Maior (911), Ferreira do Alentejo (564), Pedrógão Grande (498), Proença-a-Nova (566), Rio Maior (508), Penamacor (847) e São Pedro do Sul (616).

A covid-19 provocou mais de quatro milhões e 900 mil mortes em todo o mundo, entre mais de 241 milhões de infecções registadas desde o início da pandemia. Só esta sexta-feira foram confirmados em Portugal 930 novos casos de covid-19 e mais oito óbitos relacionados com a doença.

Ler mais
PUB