25 de Abril. Morreu o homem que subiu a Avenida com a bandeira de Portugal às costas

Em 2020, em plena pandemia de covid-19, Carlos Ferreira representou o País no local onde se costuma realizar o tradicional cortejo comemorativo da Revolução dos Cravos. Tinha 73 anos.



Carlos Ferreira, o homem que subiu a Avenida da Liberdade, em Lisboa, sozinho e carregando uma bandeira de Portugal às costas no 25 de Abril de 2020, morreu esta segunda-feira. Segundo o Observador, que cita fonte hospitalar e familiar, não resistiu a um AVC e faleceu no Hospital São Francisco Xavier.

O reformado do Hotel Tivoli, que fez parte das forças de Salgueiro Maia que vieram de Santarém e tiveram um papel fundamental na Revolução dos Cravos, em 1974, tornou-se um símbolo das comemorações do 25 de Abril do ano passado, quando o habitual cortejo foi cancelado devido à pandemia de covid-19.

Na altura, à Lusa, disse não ter medo do vírus e estar a cumprir uma tradição, mas daquela vez “só”. “Vou por aí abaixo, concluir o resto, como costumo fazer. Estou com ideias de terminar no Rossio, que era lá que acabava”, disse aos jornalistas após subir a Avenida e sair da rotunda do Marquês do Pombal.

Carlos Alberto Ferreira era o sócio 4362 da Associação 25 de Abril e foi militante do MRPP.

Ler mais
PUB