Opinião

Podemos marcar a entrevista, Rui?

José Fialho Gouveia


Rui Costa tem boa imprensa. Tão boa que todas as entrevistas que lhe fizeram nos últimos meses foram fofinhas. Tão boa que o Expresso, no próprio dia das eleições, lhe dedicou a capa da revista. A isenção por que se deve pautar o jornalismo não pode acabar quando se entra dentro das quatro linhas. Nesta semana enderecei ao gabinete de comunicação do Benfica um pedido de entrevista a Rui Costa. Espero que aceite falar com o NOVO e responder às perguntas menos fofinhas que ainda não lhe fizeram.

É de aplaudir que Rui Costa, enquanto presidente interino, tenha possibilitado o voto físico e tenha aceitado debater com o adversário. Mais democracia nunca faz mal, apesar de haver quem ache o contrário. A questão é que Rui Costa não é dirigente há três meses, mas sim há 13 anos. Rui Costa não é Luís Filipe Vieira. Mas ter estado 13 anos ao lado de Vieira faz parte daquilo que Rui Costa é. Aceitou e concordou com a liderança do seu antecessor. E deve responder por isso.

Diz Rui Costa que as questões judiciais que envolvem Vieira são do foro pessoal e nada têm que ver com o SLB. Uma das suspeitas que recaem sobre Luís Filipe Vieira é a possibilidade de o ex-presidente ter desviado 2,5 milhões de euros em prejuízo do clube. Questão pessoal?

A OPA à Benfica SAD chumbada pela CMVM, que alegadamente compensaria José António dos Santos, mais conhecido por “Rei dos Frangos”, por outros negócios com Vieira, também nada tem que ver com o Benfica? O que achou Rui Costa, então administrador da SAD, da operação?

Rui Costa gostaria de continuar a contar com Domingos Soares de Oliveira como homem-forte das finanças. Convém lembrar que estamos a falar de alguém que é arguido no processo Saco Azul e que, tudo indica, estará também sob investigação noutros casos. É querendo manter Soares de Oliveira que se arranca um novo capítulo?

Não teria sido melhor e mais transparente agendar as eleições para depois dos resultados de uma auditoria independente às contas?

Rui Costa já afirmou que os 17 milhões de euros de prejuízo no último exercício foram um bom resultado, tendo em conta a conjuntura e o investimento realizado. Concordou Rui Costa com os 100 milhões de euros investidos na equipa de futebol num momento em que a conjuntura era adversa?

Concordou Rui Costa com o facto de Vieira ter ido buscar Jorge Jesus? Quando este saiu para o Sporting, Vieira disparou várias alfinetadas contra o actual treinador do Benfica, afirmando que queria ir buscar alguém “com carácter” e que apostasse “nos jovens”. Demos de barato que Vieira mudou de opinião entre 2015 e 2020. Rui Costa também mudou? Esteve de acordo com Vieira, tanto nos ataques a Jorge Jesus como, depois, no seu resgate?

PUB