Torre e Museu dos Clérigos no Porto voltam a abrir em Maio
Clérigos estiveram cinco meses encerrados, dois dos quais para obras de reabilitação e três devido à covid-19.
A Torre e o Museu dos Clérigos, no Porto, vão reabrir na primeira ou na segunda semana de Maio, adiantou esta quinta-feira à Lusa o director executivo, António Tavares.
Os Clérigos reabrem depois de cinco meses encerrados, dois para obras de reabilitação e três devido ao confinamento imposto pela pandemia de covid-19.
António Tavares afirmou estar optimista quanto a uma retoma com esta reabertura, mas espera “um caminho longo para chegar aos valores pré-pandemia”.
A direcção do monumento espera atingir no verão o mesmo “limite de capacidade verificado no ano passado”, e que foi imposto pelo contexto pandémico.
Depois das obras de reabilitação orçadas em cerca de 150 mil euros, o edifício conta agora com uma nova escadaria, na zona das saídas junto à bilheteira, possibilitando aos visitantes subirem e descerem por escadas diferentes, evitando assim cruzamentos.
Os Clérigos passam a ter também uma nova escadaria em ferro que dará acesso ao piso superior e ainda uma loja com produtos alusivos ao monumento e ao Porto.
Para António tavares, o investimento na nova escadaria estende-se “para os próximos 300 anos, diluído pelas próximas gerações”.
Já é possível comprar bilhetes através da plataforma online da Torre dos Clérigos, sendo que quem fizer a compra até 31 de Abril tem direito a um segundo bilhete gratuito, mas as visitas marcadas têm de ser realizadas até ao final do ano.
Em Setembro do ano passado, a Torre dos Clérigos assinalou o marco dos cinco milhões de visitantes, número que começou a ser contabilizado em Dezembro de 2014 após a conclusão da intervenção de restauro que durou um ano.