Sérgio Conceição garante FC Porto “como o aço” até ao fim da Liga
Treinador recusa cansaço dos jogadores para as últimas jornadas. Compreende Ramadão e ficaria contente se Otávio for chamado à Selecção Nacional.
O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, não quer ouvir falar em desculpas para os sete jogos que faltam disputar na Liga NOS e o cansaço da equipa nem sequer é motivo de conversa, garantiu o responsável esta quarta-feira na antevisão ao encontro com V. Guimarães.
“Contra o Chelsea pressionámos durante 90 minutos e ninguém fala disso. [Os jogadores] vão estar como o aço”, afirmou Conceição quando confrontado pelos jornalistas com o cansaço mostrado pela equipa na partida com o Nacional.
Já em relação ao Ramadão que alguns jogadores cumprem, Conceição abordou o caso concreto de Zaidu e assegurou total compreensão. “Tem a ver com crenças e religião e aí não me meto, até porque no tempo da Quaresma também faço o meu jejum. Temos um departamento médico que está dentro do assunto, que sabe controlar e contornar. Não é o ideal, mas não é por aí que haverá problema”, vincou.
Sobre o próximo adversário, a conversa até mereceu uma gargalhada de Conceição na conferência pelos pormenores que foi revelando sobre a turma minhota. “Estou muito focado no que é a equipa do Vitória. Está muito viva no discurso dos atletas. Venho para aqui e parece que estou a falar com eles [risos]”, atirou.
Por fim, sobre a possível convocatória de Otávio para a Selecção Nacional, o técnico azul e branco recusou intrometer-se naquilo que é o trabalho do seleccionador, mas não escondeu que ficaria agradado: “Cabe a Fernando Santos decidir, mas nós, clube, ficamos muito contentes quando os jogadores são reconhecidos e chamados à selecções. Ficaremos muito contentes se isso acontecer [com Otávio].”