Casimiro Dias é candidato à Direção Geral da Saúde

Enfermeiro fez grande parte da carreira ao serviço da Organização Mundial da Saúde. Candidatura pode ajudar a desbloquear a escolha do sucessor de Graça Freitas à frente da DGS.

Casimiro Dias é candidato a diretor-geral da Saúde, avança o Observador, tornando-se no sétimo a entrar na corrida ao lugar de Graça Freitas, que deixou o lugar no final do ano passado, até o Governo encontrar sucessor, e se aposentou no início deste mês.

Enfermeiro de formação, Casimiro Dias é Mestre em Saúde Pública pela Universidade Nova de Lisboa e tem uma pós-graduação em Sistemas de Saúde, pela Harvard School of Public Health. Com grande parte da carreira no estrangeiro, foi coordenador para Sistemas de Saúde na Região das Caraíbas da Organização Pan-Americana de Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS), economista da OMS em Angola e responsável técnico da OMS em Sistemas de Saúde para a Europa. Atualmente, é coordenador de Sistemas de Saúde da OMS e da Organização Pan-Americana da Saúde, em Washington

Ainda no âmbito da sua atividade na OMS, desenvolveu a avaliação sobre o desempenho do sistema de saúde em Portugal, bem como do Plano Nacional de Saúde. Ambos foram publicados em 2011. Antes de ser funcionário da OMS, foi assessor do Alto Comissariado da Saúde entre 2006 e 2008, na altura liderado pela pediatra Maria do Céu Machado, até ser extinto, em 2010.

Substituição atribulada
O processo de substituição de Graça Freitas à frente da Direção Geral de Saúde tem sido longo e atribulado, o que tem causado algum incómodo.

Depois de cinco anos como diretora-geral da Saúde, Graça Freitas anunciou, em dezembro do ano passado, não estar disponível para continuar à frente da DGS. Porém, mais de sete meses depois do fim do mandato e após um concurso tardio e repetido, decidiu aposentar-se, no início deste mês, sem que o governo tenha encontrado um sucessor.

Com a aposentação de Graça Freitas, no início deste mês,