Boa ou má moeda: as escolhas do NOVO



TÓPICOS

As boas

Ruy de Carvalho

O palco da Sala Garrett do Teatro Nacional D. Maria II será o local perfeito para celebrar, às 19h00 deste sábado, os 80 anos de carreira de Ruy de Carvalho. Faz parte do elenco de “A Ratoeira”, com o amor pela arte de representar que manteve desde a sua estreia, em 1942, com “Jogo para o Natal de Cristo”.

Bruno Fernandes

A estreia de Portugal no Catar teve mais um recorde de Cristiano Ronaldo, o primeiro jogador a marcar golos em cinco Mundiais, mas a chave da vitória (sofrida) sobre o Gana foi o seu ex-colega no Manchester United. Duas assistências para golo e a inteligência habitual no relvado revelaram-se fulcrais.

As más

Carlos Moedas

É muito possível que o presidente da Câmara de Lisboa não veja mal algum em usar meios da autarquia para fazer iniciativas de carácter partidário, mas a falta de dolo não torna mais correcta a actuação. Como se pode ler nesta edição, Moedas foi o anfitrião de um jantar das juventudes do PSD e do PP espanhol.

Jair Bolsonaro

Derrotado na tentativa de obter um segundo mandato presidencial, Bolsonaro deixa como legado ter levado uma maioria dos brasileiros a optar por alguém tão pouco idóneo quanto Lula da Silva. E agora enlameia-se ainda mais com as providências do seu partido para pôr em causa os resultados eleitorais.

Ler mais