Boa ou má moeda: as escolhas do NOVO



TÓPICOS

As boas

Fernando Araújo

Ainda que a iniciativa possa ser simbólica, há que reconhecer que o director-executivo do Serviço Nacional de Saúde fez bem em dar arranque ao mandato com visitas a urgências de blocos de partos que deverão encerrar em breve. Observar in loco e envolver todos em decisões complicadas é sempre boa opção.

Nazanin Boniadi

Nove em cada dez estrelas de Hollywood com apetência pelo activismo só debitam politicamente correcto. Já a actriz de “Os Anéis do Poder”, que saiu de Teerão em criança, levou às Nações Unidas uma mensagem corajosa sobre a luta de iranianas e iranianos contra o totalitarismo dos aiatolas.

As más

Rúben Amorim

A eliminação da Liga dos Campeões custou 9,6 milhões de euros ao Sporting e veio agravar a crise leonina. E, tal como noutros desaires que ditaram o adeus à Taça de Portugal e um atraso avassalador na Liga, o treinador que terminou o jejum de títulos de campeão em 2021 voltou a não dar a volta às dificuldades.

Jair Bolsonaro

Nem os sete milhões de votos que ganhou entre a primeira e a segunda volta das presidenciais brasileiras escondem que é o primeiro chefe de Estado a falhar a reeleição. Tem o ónus de ter levado muitos a verem em Lula da Silva a alternativa menos má e a sua demora em reagir ao resultado contribuiu para tumultos no país.

Ler mais