Boa ou má moeda: as escolhas do NOVO



As boas

Carlos Moedas

O novo presidente da Câmara de Lisboa ainda não chegou aos 100 dias de governação e já toma medidas prometidas, como o transporte gratuito para jovens e maiores de 65 anos. E não é que a direita toma medidas sociais? Na linha do que já se faz em Cascais. É caso para dizer: palavra dada, palavra honrada.

Miguel Maya

Dá gosto ouvir um banqueiro comoo presidente do Millennium Bcp. Não só pela qualidade de gestão que preconiza, mas pela consciência social que tem, apontando a necessidade de aumentar os salários. Afinal, nem todos os banqueiros são maus, como a esquerda diz.

As más

Catarina Martins

O populismo não tem lados. E a coordenadora do Bloco de Esquerda é a personificação disso mesmo. Chegou ao ponto de citar o Papa Francisco no debate contra Ventura. Já foi social-democrata, já foi marxista, acaba nesta incursão “democrata-cristã”. É o que for. E, no meio, o ódio de sempre ao capital. Livrai-nos.

António Costa

Estamos em eleições porque o modelo de governação que liderava falhou. E agora, depois de falhar, estamos a fingir que estão todos zangados. E ainda tem a lata de falar em populismos e linhas vermelhas. Foi o primeiro-ministro que abriu a porta aos extremos para influenciarem a governação.

Ler mais