Vulcão Cumbre Vieja deixa de lançar lava, fumo e cinzas

O Instituto de Geociências de Madrid explica que a actividade foi “notavelmente reduzida nas últimas horas” mas que é preciso estar atento à evolução “porque o cenário pode mudar rapidamente”.



A actividade do vulcão Cumbre Vieja, que entrou em erupção a 19 de Setembro, está praticamente parada, avançam as autoridades locais. Segundo o El País, o vulcão deixou de lançar lava, fumo e cinzas, não sendo ainda claro o motivo.

“Nas últimas horas, os tremores vulcânicos quase desapareceram, assim como a actividade explosiva estromboliana”, explicou o Instituto Vulcanológico das Canárias.

O Instituto de Geociências de Madrid explica que a actividade foi “notavelmente reduzida nas últimas horas” mas que é preciso estar atentos à evolução “porque o cenário pode mudar rapidamente”.

Esta notícia surge depois de na noite de domingo o rio de lava ter aumentado a velocidade no caminho para o mar, levando as autoridades a decretar o confinamento em quatro núcleos populacionais devido ao risco de inalação de gases tóxicos.

Segundo o El País, a ordem foi dada à meia-noite e implica que as pessoas nestes locais fiquem dentro de casa com as portas e janelas bem fechadas até novas indicações.

As autoridades explicam que o risco não é a lava em sim, mas sim os gases que podem resultar do momento em que entrar em contacto com a água do mar.

O comité de crise divulgou, na noite de domingo, que a lava estava localizada a 1.600 metros da costa. Estima-se que a lava corra a 100 ou 200 metros por hora.

Apesar de não terem sido registados feridos nem vítimas mortais, a erupção do vulcão nas Canárias causou elevados danos materiais. Estima-se que, até ao momento, tenham sido destruídos perto de 600 edifícios.

Ler mais
PUB