Scholz pede “cessar-fogo” a Putin

Chanceler alemão rejeitou as acusações do Kremlin sobre o “nazismo” ucraniano.



O chanceler alemão, Olaf Scholz, pediu esta sexta-feira ao chefe de Estado russo, Vladimir Putin, um cessar-fogo na Ucrânia e rejeitou as acusações do Kremlin sobre o “nazismo” ucraniano.

“A afirmação de que os nazis dominam [na Ucrânia] é falsa”, afirmou no Twitter, informando que manteve um contacto telefónico com Putin.

Por outro lado, de acordo com uma nota oficial do governo de Berlim, o chanceler alemão recordou ao Presidente russo sobre a responsabilidade da Rússia no que diz respeito à produção e distribuição de alimentos a nível global “como consequência” da “guerra impulsionada pela Rússia”.

Segundo Berlim, no contacto estabelecido pelo telefone, Olaf Scholz falou com Putin sobre a necessidade de se alcançar “o quanto antes” um cessar-fogo recordando as consequências da guerra na Ucrânia.

Fontes oficiais russas disseram que Putin e Scholz debateram “por iniciativa da Alemanha” a situação humanitária na Ucrânia, no quadro da “operação militar russa” no país.

Ler mais
PUB