Rússia expulsa 27 diplomatas espanhóis e 24 italianos

Anúncio da expulsão foi feito pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros russo poucos minutos depois de ter divulgado que iria também expulsar 34 diplomatas franceses e um dia depois de ter decidido expulsar dois diplomatas finlandeses.



A Rússia anunciou esta quarta-feira a expulsão de 27 diplomatas espanhóis e 24 italianos, em retaliação por medidas semelhantes adoptadas por aqueles países após a invasão da Ucrânia.

O anúncio da expulsão foi feito pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros russo poucos minutos depois de ter divulgado que iria também expulsar 34 diplomatas franceses e um dia depois de ter decidido expulsar dois diplomatas finlandeses.

O número de diplomatas espanhóis e italianos considerado agora ‘personas non gratas’ é idêntico ao dos diplomatas russos que os governos dos dois países europeus decidiram expulsar dos seus países em Abril.

Segundo o embaixador de Espanha em Moscovo, Marcos Gómez Martínez, que foi convocado pelo ministério russo de manhã, os diplomatas terão de abandonar a Rússia num prazo de sete dias.

Ler mais
PUB