Reino Unido vai administrar terceira dose a maiores de 50 anos

Medida segue-se a um parecer dado por especialistas, apesar de a OMS ter pedido aos países ricos para adiarem as doses de reforço até que todos os países tenham vacinado pelo menos 40% da população.



O Reino Unido vai começar, a partir da próxima semana, a administrar uma terceira dose da vacina contra a covid-19 aos maiores de 50 anos.

A medida, anunciada esta terça-feira no Parlamento pelo ministro da Saúde, Sajid Javid, segue-se a um parecer neste sentido dado por especialistas - apesar de a Organização Mundial da Saúde ter pedido aos países ricos para adiarem as doses de reforço até que todos os países tenham vacinado pelo menos 40% da população.

O Comité Conjunto de Vacinação e Imunização (JCVI) defendeu que o reforço é necessário para garantir que as pessoas vulneráveis estejam protegidas contra o vírus, já que estudos mostraram que a imunidade oferecida pelas vacinas enfraquece lentamente ao longo do tempo.

Segundo o subdirector geral de Saúde de Inglaterra, Jonathan Van-Tam, as autoridades estimam que as vacinas tenham evitado, até agora, cerca de 24 milhões de casos de covid-19 e 112 mil mortes no país.

O país, que suspendeu a maioria das restrições, regista actualmente em média 30 mil novos casos por dia e cerca de mil hospitalizações devido à covid-19.

Ler mais
PUB