Regulador europeu avalia medicamento da AstraZeneca para prevenir covid-19

Os anticorpos em questão foram concebidos para se ligarem à proteína spike, impedindo o vírus de entrar nas células do corpo.



A Agência Europeia do Medicamento deu início ao processo de avaliação contínua de uma combinação de dois anticorpos - tixagevimabe e cilgavimabe - desenvolvidos pela AstraZeneca para prevenir o SARS-CoV-2 em adultos.

Este procedimento de revisão contínua serve para acelerar a avaliação de um novo medicamento em situações urgentes. Foi usado no caso da aprovação das vacinas contra a covid-19 na União Europeia. O regulador referiu ainda que a decisão de iniciar esta avaliação é baseada nos resultados preliminares dos estudos clínicos.

“A Agência Europeia do Medicamento começou a avaliar dados de estudos laboratoriais e em animais”, disse o regulador, acrescentando que vai analisar também novas informações da farmacêutica sobre a qualidade, a segurança e a eficácia do Evusheld assim que estiverem disponíveis.

Os anticorpos em questão foram concebidos para se ligarem à proteína spike, impedindo o vírus de entrar nas células do corpo.

Ler mais
PUB