Noruega. Homem que matou cinco pessoas com arco e flecha é “radical” convertido ao Islão

Ataque na cidade de Kongsberg fez cinco mortos, quatro mulheres e um homem com idades entre os 50 e os 70 anos. Atacante foi detido depois de confrontar e tentar fugir das autoridades.



O cidadão dinamarquês de 37 anos acusado de ter assassinado cinco pessoas na Noruega com um arco e flechas “converteu-se ao Islão” e, segundo a polícia norueguesa, já tinha sido sinalizado como “radical”.

“Anteriormente, já havia preocupações de que o homem tinha sido radicalizado”, informou esta quinta-feira, em conferência de imprensa, o chefe da polícia norueguesa Ole B. Saeverud.

O ataque na cidade de Kongsberg fez cinco mortos, quatro mulheres e um homem com idades entre os 50 e os 70 anos, acrescentou.

Duas pessoas ficaram feridas, encontrando-se em estado grave.

Esta quinta-feira, a procuradora Ann Iren Svane Matthiassen disse que o atacante foi interrogado na quarta-feira à noite, mas não forneceu mais pormenores sobre a identidade e o eventual uso de outras armas além do arco.

Ler mais
PUB