Mianmar: Aung San Suu Kyi condenada a quatro anos de prisão

Antiga chefe do Governo tem sido alvo de várias acusações desde o golpe militar, em 1 de Fevereiro.



Aung San Suu Kyi, líder deposta de Mianmar, foi condenada a quatro anos de prisão, disse, esta segunda-feira, um porta-voz da junta militar à AFP.

“Foi condenada a dois anos de prisão ao abrigo da secção 505(b) e a dois anos de prisão ao abrigo da Lei sobre Desastres Naturais”, disse Zaw Min Tun à agência de notícias. O antigo Presidente Win Myint foi condenado à mesma pena.

Contudo, acrescentou Min Tun, os dois ex-governantes não darão, para já, entrada na prisão. “Ainda têm de responder a outras acusações, a partir dos locais onde se encontram actualmente”, justificou.

Aung San Suu Kyi tem sido alvo de várias acusações desde o golpe militar, em 1 de Fevereiro, entre as quais incitamento à corrupção, sedição e fraude eleitoral. Se for condenada pelos crimes de que é acusada, a líder deposta arrisca vários anos de prisão.

Ler mais
PUB