Jair Bolsonaro é um “serial killer”, afirma relator da Comissão Parlamentar de Inquérito

Responsável por investigar acções e omissões do Governo brasileiro na pandemia acusa chefe de Estado brasileiro de ter “compulsão de morte”.



O Presidente brasileiro foi classificado como ‘serial killer’ por Renan Calheiro, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que investigou acções e omissões do Governo brasileiro na pandemia.

Referindo que a responsabilidade é “de muita gente”, o relator da CPI salienta: “É principalmente de Bolsonaro, desse ‘serial killer’, que tem compulsão de morte e continua a repetir tudo o que fez anteriormente”.

“Agora com a declaração de que a vacina pode proporcionar sida, ele demonstra claramente que não tem respeito nenhum com a vida dos brasileiros”, acrescentou, em declarações aos jornalistas à chegada ao Senado, fazendo referência a um vídeo em que o chefe de Estado brasileiro associa as vacinas contra o SARS-CoV-2 à infecção por VIH.

A Comissão Parlamentar de Inquérito chega esta terça-feira ao fim, com a votação do relatório - que reúne o apoio do grupo maioritário da investigação parlamentar - produzido por Renan Calheiros. No documento, que sofreu ligeiras alterações, é pedido o indiciamento de Bolsonaro, de ministros do Governo, duas empresas e dezenas de pessoas.

Ler mais
PUB