ECDC recomenda 6 dias de isolamento para vacinados. Pessoas não imunizadas devem isolar-se 10 dias

Recomendação, presente num relatório publicado esta sexta-feira, refere-se a pessoas com doença ligeira, defendendo 20 dias de isolamento para doentes graves.



O Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) recomenda um isolamento de seis dias para pessoas vacinadas contra a covid-19 e de dez dias para quem não está totalmente vacinado. A recomendação, presente num relatório publicado esta sexta-feira, refere-se a pessoas com doença ligeira, deixando em 20 dias o isolamento de doentes graves.

O relatório da agência europeia de aconselhamento aos Estados-membros contém orientações sobre o fim do período de isolamento para pessoas com covid-19, apresentando recomendações “para impedir a transmissão de casos [...] para indivíduos completamente e não completamente vacinados, a serem consideradas quando as autoridades de saúde pública têm capacidade de testagem suficiente e quando uma proporção substancial da população permanece susceptível à possibilidade de doença grave”.

“Para casos assintomáticos, leves ou moderados de covid-19 em indivíduos não completamente vacinados, o auto-isolamento deve ser seguido até dois testes antigénio ou PCR negativos com pelo menos 24 horas de intervalo, dependendo da disponibilidade e capacidade de teste, ou até completar dez dias a partir da data em que a amostra foi colhida ou da data do início dos sintomas”, aconselha.

No caso das pessoas que não estão totalmente vacinadas, “o isolamento deve continuar se o teste permanecer positivo”.

“Para casos assintomáticos, ligeiros ou moderados de covid-19 em indivíduos totalmente vacinados pode ser considerada a possibilidade de reduzir o período de isolamento para seis dias após o início dos sintomas, se os sintomas tiverem melhorado, e com um teste negativo no sexto dia”, adianta o ECDC, que sugere que o isolamento continue se a testagem for positiva.

Relativamente a casos de covid-19 graves, que resultam em internamentos, “as provas disponíveis indicam que a disseminação do vírus infeccioso SARS-CoV-2, independentemente da variante, pode persistir até 20 dias”.

Dados divulgados no site do ECDC sobre vacinação revelam que, na União Europeia, 81,3% da população adulta está totalmente vacinada.

Ler mais
PUB