Covid-19. Variante Delta é 60% mais transmissível, confirma o Reino Unido

Identificados mais de 42 mil casos desta variante identificada primeiro na Índia, contra cerca de 30 mil há uma semana, representando mais de 90% do total de infecções no país.



O Reino Unido registou 17 mortes e 8.125 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com os dados oficiais mais recentes, que esta sexta-feira também confirmaram que a variante Delta é 60% mais transmissível.

Um estudo publicado pela direcção geral de Saúde de Inglaterra (Public Health England, PHE) indica que a estimativa é superior à anterior, referida pelo ministro da Saúde, Matt Hancock, no início da semana, de ser 40% mais contagiosa em comparação com a variante Alpha, ela própria mais transmissível do que as variantes iniciais do novo coronavírus.

De acordo com a PHE, foram identificados 42.323 casos desta variante identificada primeiro na Índia, contra 29.892 há uma semana, representando mais de 90% do total de infecções no país.

No entanto, o organismo considera “encorajador” observar que a progressão da variante não é acompanhada por um aumento das hospitalizações nas mesmas proporções.

Menos de mil pacientes com o novo coronavírus estão actualmente em hospitais britânicos e, das 42 mortes com infectados por esta variante, 23 não estavam vacinados.

“Os dados indicam que o programa de vacinação continua a mitigar o impacto desta variante” em populações onde é elevado o número de pessoas que receberam duas doses da vacina, sublinha o organismo público.

Estes diferentes factores vão fundamentar a decisão do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, na próxima semana de avançar ou não para a quarta etapa do plano de desconfinamento a 21 de Junho, quando deveriam ser levantadas todas as restrições em Inglaterra.

A subida do índice de transmissibilidade (Rt) entre 1,2 e 1,4 em Inglaterra reflete o impacto da variante Delta no país, que vinha a registar um declínio no número de casos desde Janeiro.

Na quinta-feira tinham sido notificadas sete mortes e 7.393 casos.

Nos últimos sete dias, entre 5 e 11 de Junho, a média diária foi de nove mortes e 6.556 casos, o que corresponde a uma subida de 10,9% no número de mortes e de 58,1% no número de infecções relativamente aos sete dias anteriores.

Desde Dezembro foram inoculadas 41.088.485 pessoas com uma primeira dose de uma vacina contra a covid-19, o que corresponde a 78% da população adulta.

Um total de 29.165.140 pessoas, ou 55,4% da população adulta, já receberam também a segunda dose.

Desde o início da pandemia, foram notificados 127.884 óbitos de covid-19 num total de 4.550.944 infecções confirmadas no Reino Unido.

A pandemia de provocou, pelo menos, 3.775.362 mortos no mundo, resultantes de mais de 174,7 milhões de casos de infecção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.044 pessoas dos 855.951 casos de infecção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direcção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detectado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ler mais
PUB