Compromisso sobre levantamento de patentes das vacinas pode ser alcançado nas próximas semanas

Directora-geral da Organização Mundial do Comércio disse, contudo, não conseguir prometer que o compromisso seja alcançado antes da cimeira entre a União Europeia e a União Africana que decorrerá a 17 e 18 de Fevereiro, em Bruxelas.



A Organização Mundial do Comércio (OMC) acredita que será possível chegar a um compromisso sobre o levantamento de patentes de vacinas contra a covid-19 “nas próximas semanas”.

“Acreditamos que é possível alcançar um entendimento, um compromisso razoável que permita aos países em desenvolvimento terem acesso a transferências de tecnologia e propriedade intelectual, ao mesmo tempo que se incentiva a inovação e a pesquisa. Esperamos que haja um avanço nas próximas semanas”, afirmou Ngozi Okonjo-Iweala, directora-geral da OMC.

A responsável disse, contudo, não conseguir prometer que o compromisso seja alcançado antes da cimeira entre a União Europeia e a União Africana que decorrerá a 17 e 18 de Fevereiro, em Bruxelas.

A directora-geral da OMC salientou que este compromisso opõe dois grupos de países: aqueles em desenvolvimento, “que consideram que um levantamento dos direitos de propriedade intelectual é essencial para incentivar e apoiar as capacidades de fabricação [nesses países]” e os países que acreditam que garantir o acesso [às vacinas] é o mais importante “e que não querem fazer nada que desencoraje a inovação, a investigação e o desenvolvimento, porque foi assim que as novas vacinas foram inventadas”.

O ministro do Comércio Externo francês, Franck Riester, defendeu, na mesma conferência de imprensa, que o acesso às vacinas é o mais importante.

Ler mais
PUB