Bruxelas: dezenas de detidos durante protestos contra vacinas

Polícia usou canhões de água e gás lacrimogéneo para dispersar uma multidão de cerca de 50 mil pessoas que se concentrou na capital belga.



Pelo menos 12 pessoas ficaram feridas e dezenas foram detidas no domingo, em Bruxelas, durante protestos contra as vacinas anti-covid-19 e as restrições impostas pelo governo belga para combater a pandemia.

Segundo os meios de comunicação internacionais, a polícia usou canhões de água e gás lacrimogéneo para dispersar uma multidão de cerca de 50 mil pessoas que se concentrou na capital belga.

Os manifestantes repetiram palavras de ordem como “liberdade!” enquanto marchavam pela cidade.

Os protestos seguiram-se a manifestações em outras capitais europeias, no sábado, contra os certificados de vacinação e outros requisitos que os governos europeus impuseram de forma a tentar controlar a pandemia.

Quase 77% da população belga está totalmente vacinada e 53% levaram uma dose de reforço.

Ler mais