Rússia entra em incumprimento pela primeira vez em mais de 100 anos, avança a Bloomberg. Kremlin nega default

O período de carência para o pagamento de quase 100 milhões de dólares em juros sobre a sua dívida soberana expirou.



TÓPICOS

A Rússia entrou em incumprimento pela primeira vez em mais de 100 anos, de acordo com a Bloomberg. A última vez que a Rússia esteve em incumprimento foi em 1918. Este domingo expirou o período de carência para o pagamento de quase 100 milhões de dólares em juros sobre a sua dívida soberana.

Segundo a Bloomberg, trata-se de um “sinal sombrio na rápida transformação da Rússia num pária económico, financeiro e político”.

Para a agência, esta situação de default é o “culminar das sanções ocidentais cada vez mais severas que bloquearam os canais de pagamento aos credores estrangeiros”.

Mas, para o Kremlin, a Rússia não está em situação de default. O Ministério das Finanças russo referiu que dois pagamentos foram bloqueados e, por esse motivo, considera que não se pode falar em incumprimento.

Na passada quinta-feira, o ministro das Finanças russo, Anton Siluanov, anteviu esta possibilidade, que descreveu como uma “farsa”. “Qualquer pessoa pode declarar o que quiser. Mas qualquer pessoa que perceba o que se está a passar sabe que isto não é de forma alguma um default”, afirmou Siluanov.

Ler mais
PUB