Portugal entre os 13 Estados-membros da UE com salários mínimos abaixo dos mil euros

O país, no entanto, lidera esta lista. O salário mínimo mais baixo é pago na Bulgária (332 euros).



Portugal está entre os 13 Estados-membros da União Europeia (UE) com salários mínimos abaixo dos mil euros brutos. No entanto, o país lidera esta lista, com 823 euros em 12 meses.

Segundo divulgou esta sexta-feira o Eurostat, em Janeiro deste ano, 13 Estados-membros tinham salários mínimos abaixo dos mil euros mensais: Bulgária (332), Letónia (500), Roménia (515), Hungria (542), Croácia (624), Eslováquia (646), República Checa (652), Estónia (654), Polónia (655), Lituânia (730), Grécia (774), Malta (792) e Portugal (823).

O salário mínimo fixado em Portugal para 2022 é de 705 euros, mas pago em 14 meses, e o Eurostat divide o valor total por 12 meses, elevando para o valor para 823 euros.

Na Eslovénia e em Espanha, os salários mínimos estavam ligeiramente acima dos mil euros mensais, com 1074 e 1126 euros, respectivamente, e, nos restantes seis dos 21 Estados-membros, os valores estavam acima dos 1500 euros mensais: França (1603), Alemanha (1621), Bélgica (1658), Países Baixos (1725), Irlanda (1775) e Luxemburgo (2257).

Assim, o salário mínimo no Luxemburgo é quase sete vezes superior ao da Bulgária.

Ler mais
PUB