Recomeçou: Governo da Austrália cancelou visto de Djokovic outra vez

Sérvio será deportado devido a “razões de saúde e ordem pública” de acordo com o comunicado do ministro da Imigração da Austrália, Alex Hawke. Pode não haver tempo para recurso, já que o Open arranca já na próxima segunda-feira,.



Novak Djokovic viu o visto ser cancelado pela segunda vez pelo governo australiano e corre, novamente, o risco de ser deportado por não estar vacinado contra a covid-19, um dos requisitos para a entrada no país. A presença do sérvio no Open da Austrália está, assim, novamente em risco, pois a prova tem início marcado para segunda-feira.

A outra forma de entrar na Austrália seria com uma isenção médica, mas a que o sérvio apresentou não foi considerada válida, embora tenha conseguido entrar na Austrália.

Djokovic, recorde-se, chegou a Melbourne no passado dia 5 de Janeiro, viu o visto ser cancelado e ficou detido até os tribunais decidirem a seu favor na passada segunda-feira. O ministro da Imigração, Alex Hawke, não se conformou com a decisão e voltou a cancelar o visto do sérvio “por razões de saúde e ordem pública”.

A confirmar-se a deportação de Djokovic, o líder do ranking ATP ficará impedido de entrar na Austrália durante três anos.

Ler mais
PUB